Arquivo da Categoria: Teófilo Braga

Ebook gratuito: Contos Fantásticos

Ler ebooks

contosTítulo: Contos Fantásticos
Autor: Teófilo Braga
Edição: Agrupamento de Escolas Leal da Câmara
Coleção: Clássicos da Literatura
Formato: epub

Editados originalmente em 1865, os Contos Fantásticos de Teófilo Braga conheceriam uma segunda edição (correta e ampliada) em 1894 (Livraria de António Maria Pereira), que serviu de base à presente edição. Foi feita uma atualizão da sintaxe e da ortografia e corrigidos alguns erros tipográficos.

View original post

Anúncios

“Contos Tradicionais do Povo Português” de Teófilo Braga

contostradvol1

Título: Contos Tradicionais do Povo Português. Volume 1 e Volume 2

Autor: Teófilo Braga

Edição: Agrupamento de Escolas de Rio de Mouro

Coleção: Clássicos da literatura portuguesa

1.ª edição: outubro de 2013

Formato: epub

A maior recolha de contos tradicionais portugueses é aqui oferecida numa edição adaptada à ortografia atual e em dois volumes em formato epub. Obras recomendadas pela educação literária das metas curriculares de Português.

“Contos Fantásticos” de Teófilo Braga

Título: Contos Fantásticos

Autor: Teófilo Braga

Edição: Luso Livros

«Coletânea de contos com temas de paixões frenéticas, conducentes a suicídios, mortes, traições, renúncias extremas. Uma das primeiras incursões, feitas por um autor português, no universo da literatura fantástico-gótico, muito pouco validado em Portugal na altura.»

“Viriato” de Teófilo Braga

Título: Viriato

Autor: Teófilo Braga

Edição: Luso Livros

Formatos: epub e pdf

«A epopeia de Viriato, o herói celtibero lusitano que unificou as várias tribos lusas em luta contra o domínio romano da península ibérica.

Hábil guerreiro e estratega, foi visto pelas várias tribos lusas como libertador e foi reconhecido como sendo digno de receber a Víria: o Colar dos Três Crescentes, que fez dele líder e rei dos povos da Lusónia (Lusitânia era o nome Romano). Foi o mais ferozes adversário que as legiões romanas enfrentaram na conquista da península Hispânica, derrotando-os em várias batalhas com os seus batalhões de lusitanos e  gallaeci (galegos) o que lhe valeu o título dados pelos inimigos de “regnator Hiberae magnanimus terrae”, o mais magnânimo dos reis da terra Ibérica.»